III. O PAPEL DOS INCENTIVOS FISCAIS

10. Importância dos incentivos fiscais no financiamento dos investimentos sociais corporativos

Com o aumento tão significativo nos investimentos sociais com recursos próprios, a participação dos incentivos fiscais caiu para o patamar mais baixo (11%) de todo o período analisado.

A captação de incentivos fiscais destinados a projetos na área social, em 2020, foi da ordem de R$ 575 milhões, o que representa uma ligeira queda de 5% no volume de recursos em relação ao ano anterior.

A importância dos incentivos fiscais para a área de cultura é histórica na Rede BISC. Tradicionalmente é aqui onde se concentram os maiores volumes de recursos advindos dos incentivos fiscais. Em 2020 isso não foi diferente e por meio da Lei Rouanet e da Lei da Cultura as empresas investiram cerca de R$ 279 milhões, 7% a menos do que 2019. Além disso, do total de recursos aplicados na área de cultura, 64% deles ocorreram via lei de incentivo.

No que se refere ao enfrentamento e mitigação dos efeitos da COVID-19 apenas 30% das empresas fez aplicação de incentivos fiscais para as ações emergenciais.

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Insira seu e-mail e receba conteúdo sobre o campo do investimento social corporativo!

Nossas redes

_

A COMUNITAS

A Comunitas é uma organização da sociedade civil especializada em modelar e implementar parcerias sustentáveis entre os setores público e privado, gerando maior impacto do investimento social, com foco na melhoria dos serviços públicos e, consequentemente, da vida da população.

Exceto onde indicado de outra forma, todos os conteúdos disponibilizados neste website estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

Copyright 2021. All Rights Reserved.

Desenvolvido por MySystem