Logo Comunitas

A pesquisa explicita a complexidade que o debate sobre a atuação das OSCs tem assumido no Brasil. A produção teve participação da Comunitas, por meio do Grupo de Conhecimento no Investimento Social Privado.

Contemplar distintas dimensões que compõem o debate sobre OSCs no país privilegiando a diversidade de perspectivas analíticas e institucionais. Esse é o principal objetivo da nova edição do Boletim de Análise Político-Institucional (BAPI), lançado hoje (17) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

A publicação reúne pesquisadores e pesquisadoras de diversas instituições de modo a explicitar a complexidade que o debate sobre a atuação das OSCs tem assumido no Brasil no período recente e os múltiplos esforços em andamento para ampliar, aprimorar e qualificar o conhecimento produzido sobre o setor.

Composta por onze artigos, a edição é dividida em três partes. A primeira, intitulada “O que sabemos sobre as Organizações da Sociedade Civil? Estudos sobre o perfil das OSCs e mecanismos de fortalecimento da transparência no Brasil”, apresenta as principais fontes de informação sobre OSCs no país que, em conjunto com o Mapa das OSCs (Ipea) e o Perfil das OSCs no Brasil (lançado em 2018), constituem o panorama mais completo de dados sobre o setor na atualidade. A segunda parte, “Trabalho nas OSCs: avanços e desafios”, aborda diferentes dimensões que configuram as relações formais de trabalho no interior das OSCs. A última parte, “Sustentabilidade das OSCs: estratégias e limites”, abrange um rol amplo de questões que tem marcado o debate sobre os principais desafios enfrentados pelo setor considerando a redução de investimentos públicos e privados direcionados para as OSCs no período recente.

O BAPI é uma publicação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Esta edição temática foi motivada também pelas reflexões travadas no âmbito do Grupo de Conhecimento no Investimento Social Privado (ISP). Formado em 2018, o Grupo reúne entidades de referência relacionadas à produção de dados e informações sobre o campo do ISP e das OSCs para estimular um ambiente de troca, articulação e cooperação que possibilite uma atuação mais organizada no terceiro setor.

Participam do grupo entidades como Associação Brasileira de Captadores de Recurso (ABCR), Comunitas; Fundação Getulio Vargas (FGV); Grupo de Instituições, Fundações e Empresas (GIFE); Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS); Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA); Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Rede de Filantropia para a Justiça Social e Wings, Plataforma Prosas.

 

Clique aqui e confira a 20ª edição do Boletim de Análise Político-Institucional.

Últimas notícias:

Comunitas apresenta relatório BISC 2019 e lança plataforma digital sobre investimento social

A Comunitas apresenta o novo perfil do investimento social corporativo brasileiro, com o...

Com participação da Comunitas, publicação reúne artigos científicos sobre a temática do terceiro setor

A pesquisa explicita a complexidade que o debate sobre a atuação das OSCs tem assumido no Brasil....

Parceira internacional da Comunitas, CECP completa 20 anos de história

Você sabia que o BISC foi a primeira  iniciativa da Comunitas a olhar de maneira transversal para...

BISC reúne executivos sociais para debater caminhos para qualificação dos investimentos sociais corporativos

Durante encontro, também foram apresentados dados preliminares do relatório 2019. A Comunitas...

Em encontro, BISC traça perfil do voluntariado empresarial nos últimos 12 anos

Qual o histórico, o atual cenário e como maximizar os impactos do investimento social corporativo...

Assine nossa Newsletter:


Newsletter

Contato

Tel:(11) 3372-4313

mail:bisc@comunitas.org.br