Empresas e fundações investiram mais de R$ 3 bilhões no campo social em 2016, revela BISC e GIFE

Volume, referente ao ano de 2016, foi calculado em conjunto pela Comunitas e o GIFE, responsáveis pelos mais importantes levantamentos nesta área no Brasil.

Exatamente R$ 3.791.318.863: esse foi o valor investido no campo social pelas empresas, fundações, associações e institutos brasileiros, em 2016.

O total foi calculado a partir das últimas edições do BISC (Benchmarking do Investimento Social Corporativo) – relatório anual liderado pela Comunitas voltado para o aprimoramento dos investimentos sociais corporativos brasileiros, em parceria com o Censo GIFE – pesquisa bienal realizada com os associados do GIFE (Grupo de Institutos Fundações e Empresas), a associação dos investidores sociais no Brasil.

O montante representa o investimento das 268 empresas e 18 institutos que integram o BISC e as 116 organizações associadas ao GIFE. Para chegar ao resultado, as duas organizações combinaram os dados e trabalharam com uma metodologia especial, voltada a evitar duplicidades.

Assista: Vídeo| BISC 10 anos em 10 minutos com Anna Peliano

Consolidação dos investimentos sociais corporativos

A redução no volume total registrada entre 2014 e 2016 consolida descobertas que os estudos, separadamente, já haviam levantado. Apesar de leve redução, é notório que, mesmo após um período de instabilidade na economia brasileira, com dois anos consecutivos de queda no Produto Interno Bruto (PIB), o volume investido nesta área não retornou a patamares anteriores, como o de 2012, quando a economia brasileira vinha embalada por um período de crescimento destacado no PIB. O cenário mostra como as ações corporativas voltadas ao investimento social têm amadurecido e se estruturado no Brasil, assumindo uma posição mais consolidada.

Leia também: #5 dúvidas sobre investimento social corporativo

De acordo com os dados do último BISC, em 2017, demonstra a solidez dos compromissos das empresas e institutos brasileiros com a sua atuação no campo social, fortalecida em decorrência de uma constante preocupação com a renovação das estratégias e dos métodos aplicados à seleção e à gestão dos projetos executados.

A média anual dos valores investidos pelo grupo BISC, no período 2007-2011, foi de R$ 2,3 bilhões; nos últimos cinco anos essa média subiu para R$ 2,8 bilhões.

Inclusive, as empresas do grupo BISC mantiveram um padrão de investimentos compatível com os internacionais, conforme observado na comparação com a pesquisa do CECP, que é uma organização parceira da Comunitas, sediada em Nova York e que faz também um acompanhamento anual dos valores investidos na área social pelas empresas norte americanas.

Leia também: 20 bilhões de reais em 10 anos | Investimento do setor privado em programas sociais está consolidado

Segundo a coordenadora da pesquisa, Anna Peliano, o melhor indicador para comparar o padrão de investimentos das empresas que participam do BISC e da pesquisa do CECP é a proporção dos investimentos sociais nos lucros brutos das empresas. “Os resultados desses últimos dez anos sinalizam que em seis deles, o padrão brasileiro de investimento social esteve na frente ou empatado com o CECP. Em 2016, mais da metade das empresas do BISC investiram na área social, valores superiores a 0,66% dos seus lucros brutos”, disse.

Tendência é de aumento

Ainda segundo a pesquisa BISC, apesar de a década ter sido marcada por fortes oscilações na economia, o volume de recursos destinados aos investimentos sociais exibiu uma clara tendência de crescimento e uma efetiva resiliência em momentos de maiores dificuldades.

Leia também: Apesar da cautela, previsão é de crescimento dos investimentos sociais corporativos

“A atuação social das empresas decorre de uma série de fatores que se sobrepõem à crise econômica. Compromissos sociais, interesses dos negócios e pressões da sociedade são determinantes para a sustentabilidade dos investimentos sociais e ganham relevância redobrada em conjunturas mais desfavoráveis”, explica a coordenadora da pesquisa BISC.

 

Confira a última versão do BISC, a maior pesquisa sobre investimento social corporativo do Brasil

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Newsletter

Insira seu e-mail e receba conteúdo sobre o campo do investimento social corporativo!

Nossas redes

_

A COMUNITAS

A Comunitas é uma organização da sociedade civil especializada em modelar e implementar parcerias sustentáveis entre os setores público e privado, gerando maior impacto do investimento social, com foco na melhoria dos serviços públicos e, consequentemente, da vida da população.

Exceto onde indicado de outra forma, todos os conteúdos disponibilizados neste website estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

Copyright 2022. All Rights Reserved.

Desenvolvido por MySystem