Diversidade e Inclusão: o novo retrato da atuação social dentro das companhias

Em pauta ultimamente, a Diversidade e Inclusão vem sendo pensada como um importante fator de desenvolvimento social e econômico, visto que a crise está afetando desproporcionalmente grupos já vulnerabilizados. Em decorrência disso, as empresas têm se mostrado mais atentas para essa temática e criando iniciativas internas em prol da conscientização e, também, do fomento e fortalecimento de uma equipe mais diversa, seja em questão de raça, gênero ou orientação sexual.

Dados da pesquisa de 2020 do World Economic Forum, mostram que 85% das empresas que possuem uma estratégia de Diversidade e Inclusão, declaram lucro maior, comparado a companhias que não tratam do tema internamente. Além disso, a mesma pesquisa revela que 87% dos CEOS participantes reconhecem a importância de equipes imparciais, inclusivas e colaborativas. 

Em contrapartida, uma análise realizada pela consultoria Mais Diversidade, em parceria com a revista Você RH – onde 295 entidades nacionais e multinacionais foram consultadas – mostra que cerca de 65% das empresas brasileiras não possuem um programa voltado de D&I estruturado, com estratégia e planejamento, realizando apenas ações pontuais, e apenas 28% têm uma área específica para o tema. Os dados abrem uma discussão do que falta para que o tema evolua dentro das companhias. 

A pauta ainda carece de fortalecimento, tanto no ambiente interno, conforme aponta a pesquisa citada acima, quanto no ambiente externo às empresas. Em 2020, o relatório Benchmarking do Investimento Social Corporativo (BISC), pela primeira vez, trouxe o tema à tona e revelou que é um tema presente na agenda de sustentabilidade corporativa e que, muito provavelmente, veio para ficar. 

Segundo a pesquisa, quando perguntados sobre os meios pelos quais buscam construir um relacionamento com a comunidade local visando o desenvolvimento sustentável, 30% das empresas e 50% dos institutos empresariais responderam que integram espaços públicos em prol da diversidade de gênero, raça/cor e orientação sexual no contexto de desenvolvimento local, a partir de seus investimentos sociais.

“Em contato com os executivos sociais, percebemos que as empresas têm compreendido, cada dia mais, a importância de uma equipe diversa e do apoio à iniciativas de inclusão. Não somente visando retorno para o negócio, mas, também, para contribuir por uma sociedade mais justa e equalitária – fator importante para a nova geração de consumidores, investidores e colaboradores”, explica a diretora de Gestão e Investimento Social da Comunitas, Patricia Loyola.

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Newsletter

Insira seu e-mail e receba conteúdo sobre o campo do investimento social corporativo!

Nossas redes

_

A COMUNITAS

A Comunitas é uma organização da sociedade civil especializada em modelar e implementar parcerias sustentáveis entre os setores público e privado, gerando maior impacto do investimento social, com foco na melhoria dos serviços públicos e, consequentemente, da vida da população.

Exceto onde indicado de outra forma, todos os conteúdos disponibilizados neste website estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

Copyright 2022. All Rights Reserved.

Desenvolvido por MySystem